Buscar
  • Luiza Avellar

PARTO HUMANIZADO - O que é?

Esse post é pra quem tá chegando aqui e se sente perdido. Pra quem ainda tá iniciando a busca por informações.



Primeiramente vamos esclarecer uma coisa: não deveríamos falar em “parto humanizado”!Isso não é um tipo de parto.Deveríamos falar em equipes de parto que prestam uma ASSISTÊNCIA humanizada. Ao mesmo tempo, esse termo nem deveria existir, afinal de contas, nós somos humanos, então nada mais correto do que nos tratarmos como tal. Logo, humanização nada mais é do q entender o parto como um evento FISIOLÓGICO, entendendo que somos mamíferos como todos os outros, animais, parte da natureza e da criação de Deus, perfeito que ele é. . Então, humanizar significa primeiro de tudo respeitar a nossa fisiologia humana. Segundo, respeitar às escolhas da mulher e família. Só que pra estar havendo esse respeito, é necessário que isso comece muito antes do parto, pelo menos durante a gestação, informando profundamente essa mulher e acompanhante, para que essas decisões sejam escolhidas de forma consciente, baseadas nas informações verídicas que aquele casal possui sobre seus corpos e sobre a ciência.

E em terceiro lugar, mas não menos importante, é totalmente verdade que a ciência tá aí para ajudar a espécie humana a evoluir. Ajudar a contornar problemas que podem aparecer, pois aparecem em todo o reino animal. Apesar da natureza ser perfeita, problemas podem surgir, mas sabemos que são casos raros e mínimos, que não justificam o cenário obstétrico que temos hoje no Brasil. Portanto, se sabemos que a ciência evolui para nos ajudar, temos que usá-la como nossa amiga. Então surgem as evidências científicas (não são apenas estudos: evidências são coisas que já foram verdadeiramente comprovadas pela ciência através de milhares de estudos com milhares de casos mostrando a mesma direção e chegando a uma conclusão). Se essas evidências surgem, elas devem ser seguidas. A Organização Mundial da Saúde cria protocolos e o Ministério Saúde os seguem não é à toa: evidências existem para nos trazer maior SEGURANÇA, para priorizar a saúde materno/fetal. As evidências nos mostram que respeitar a fisiologia do corpo é o ideal, ou seja: intervir menos!


Sabendo de tudo isso que expliquei a cima, é impossível alguém falar que “NÃO QUER UM PARTO HUMANIZADO”, concordam? Também fica ÓBVIO que PRECISAMOS buscar informação de qualidade, o máximo possível, mesmo que através de profissionais contratados para isso, como nós, educadoras perinatais. Porque INFORMAÇÃO É PODER gente! Quanto mais informação a gente tem, mais seguros nos tornamos, mais confiantes nos sentimos, mais prontos para tomar decisões. Então não tenham medo de mudar, de se informar e de enfrentar esse sistema, porque medo a gente teria que ter de colocar nossa vida e de nossos bebês em risco nas mãos de profissionais que não respeitam as EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS! Parece que é o caminho mais fácil e que dá menos trabalho, mas é só impressão, porque a falta de informação vai gerar muito mais trabalho posteriormente, depois que o bebê nascer. E sim, a forma de nascer faz TODA a diferença para a vida ADULTA dos nossos filhos, a ciência e a psicologia já nos mostram isso. Lembrem-se: você pode até ter outros filhos, mas o seu bebê só terá uma ÚNICA chance de nascer!

4 d2 curtidas




#humanização #partohumanizado #gestação #nascimento #maternidade

0 visualização
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook Black Round

Instagram: @materniza

Facebook: /espacomaterniza

Email: espacomaterniza@gmail.com

Tel: 21 99875-0848