Buscar
  • Luiza Avellar

Desmame gentil

Desmame Gentil – Individualizar cada caso

Sem querer julgar ou criticar qualquer workshop que seja, mas quando vejo anúncios para esses mini cursos para mulheres sobre desmame gentil fico me perguntando se são tão bons quanto uma consultoria individual. A não ser que após o curso mantenham uma consultoria individualizada online.


Isso porque, mesmo que nós, consultoras em amamentação, ensinemos as técnicas para o desmame gentil (que são várias e muito eficientes), cada bebê é único, cada mulher e seus desejos e personalidades são únicas e cada rotina familiar também. Logo, o que encaixa para uma família, não necessariamente encaixará para outra.


As técnicas utilizadas, provavelmente serão as mesmas, mas a forma como elas serão aplicadas fará toda a diferença. Por exemplo, nas “regrinhas” para o desmame gradual e gentil, não recomenda-se fazer o desmame noturno antes de fazer o estabelecimento das mamadas diárias (acabar a livre demanda). Eu já vi casos (e nem estou falando do meu que também foi assim) em que a mãe não tinha vontade de desmamar ainda e portanto não queria estabelecer mamadas diárias, mas à noite já estava desgastada. Nesses casos, o bebê já tinha mais de 2 anos e deu super certo partir apenas para o desmame noturno. Não aconselho ninguém a tentar sem ter uma consultoria e uma profissional por traz orientando caso surja alguma questão, mas é uma possibilidade para quem pensa em amamentação prolongada e está esgotada fisicamente pela privação de sono.


Mais uma vez, é importante ressaltar a idade dessas crianças. As mamadas noturnas são extremamente importantes para o desenvolvimento da criança e até para a produção de leite até uma certa idade.


Ao mesmo tempo, sabemos que tem mães que mesmo bem informadas sobre as recomendações da OMS, Ministério da Saúde e outras instituições sobre aleitamento materno até no mínimo 2 anos, querem fazer o desmame antes disso, seja por necessidade ou seja por vontade. Essas mães devem ser respeitadas e ouvidas, aconselhadas e se, ainda sim quiserem fazer o desmame, precisam de orientações para fazê-lo da melhor forma para o bebê. Antes uma mãe bem informada do que um bebê que carregue marcas para o resto da vida.


Aconselho associar junto à consultoria em amamentação as terapias integrativas, pois elas ajudam a dupla mãe/bebê a encarar e lidar com as emoções que possam surgir. Florais, Conversa mental, Aromaterapia, entre outros, podem ajudar e muito.



0 visualização
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook Black Round

Instagram: @materniza

Facebook: /espacomaterniza

Email: espacomaterniza@gmail.com

Tel: 21 99875-0848