Buscar
  • Luiza Avellar

Seu marido jamais será seu doulo!

E sua doula jamais será seu marido. Essa é a verdade. São papéis completamente diferentes e um não consegue jamais entrar no papel do outro.


O marido ou quem quer que seja o acompanhante, tem um papel muito importante pois é alguém com relação muito íntima e próxima da gestante, existe uma relação de amor ali. Portanto, é alguém que estará ajudando a ocitocina circular no corpo, com abraços, beijos e apertos na mão. Alguém em quem a mulher se entrega totalmente. Alguém que está apoiando as suas escolhas (preferencialmente). O papel dele é de guardião.


E por ser tão próximo, ter um vínculo tão estreito, jamais conseguirá observar tão bem tudo o que acontece no entorno, porque também está inserido na história. É o próprio filho/a que está nascendo (ou neto, ou sobrinho, dependendo do acompanhante). Ele está imerso na partolândia, junto à mulher. A doula, mesmo que crie um vínculo extremamente forte com essa família, tem a experiência profissional e consegue se atentar a cada detalhe que acontece em volta.


A luz do ambiente, as conversas da equipe médica, a fase do trabalho de parto, os incômodos que aquela mulher sente, tudo, absolutamente tudo, a doula percebe e cuida para que tudo saia da melhor forma possível.


Por mais que seu marido estude muito junto de você e esteja pronto pra ser um guardião, ele estará tão entregue ao processo e ao mesmo tempo não tem a experiência profissional, que não conseguirá jamais desempenhar o papel da doula.


Além disso, essas informações podem até estar disponíveis hoje em dia na palma das nossas mãos, mas o caminho das pedras e as fontes seguras, quem conhece é também a doula. Então até para estarem bem informados de verdade, vocês precisarão dela.


Mais um ponto: a doula conhece o cenário obstétrico da sua cidade e todas as possíveis opções para tentar um parto respeitoso e humanizado. Esse cenário pode mudar um pouco de tempos em tempos e como a doula trabalha no meio, ela sabe tudo o que anda acontecendo. Pode não acompanhar todos os partos da sua cidade, mas acompanha vários e tem contato direto com dezenas de outras doulas que também atuam na sua cidade. Tem também o contato de médicos e enfermeiras, acupunturistas, psicólogas e pediatras, e muitos outros profissionais que vocês podem precisar.


Não gaste fortunas com enxoval com coisas q seu bebê talvez nem precise ou com um mega chá de bebê ao invés de contratar uma doula. Seu bebê só tem 1 chance de nascer. Sua mulher vai agradecer por isso depois. Não fique sem graça de expor a situação financeira de vocês para a doula. Elas facilitam ao máximo os pagamentos.


E se vc realmente não tiver condição nenhuma de pagar uma doula, procure um trabalho voluntário na sua cidade ou pelo menos frequente as rodas de conversa que as doulas fazem (normalmente gratuitas) para trocar experiências e informações com elas e com outros casais.




2 visualizações
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook Black Round

Instagram: @materniza

Facebook: /espacomaterniza

Email: espacomaterniza@gmail.com

Tel: 21 99875-0848